facebook
RSS
  • Antes de viajar, entre em contato com a central de atendimento ao cliente do banco emissor do seu cartão de crédito para saber sobre benefícios adicionais como o seguro de locação de carros, o serviço de assistência ao viajante e a cobertura para perda de bagagem.
  • Não se esqueça de avisar o banco emissor do seu cartão os países que visitará e as cidades. Dessa forma, você evitará que seu cartão seja bloqueado.
  • Informe-se sobre os limites diários para saque, as taxas referentes ao uso de caixas eletrônicos.
  • Leve com você o número de contato da central de atendimento do banco emissor de seu cartão. Se não souber, veja o verso de seu cartão ou visite o site do banco.
  • Tenha com você uma lista com os números de seus cartões de crédito e os telefones correspondentes para o caso de roubo ou perda. É sempre bom ter uma cópia de todos os documentos que se leva na carteira em um lugar seguro onde se está hospedado ou em sua casa.
  • Proteja a tarja magnética e/ou o chip de seus cartões. Mantenha todos os cartões de crédito, débito ou pré-pago separados entre si, e de outros objetos em sua carteira. Em caso de dano ao cartão, a transação pode não ser efetuada.
  • Guarde todos os recibos até verificar os detalhes da fatura de seu cartão ou do extrato de conta corrente.
  • Notifique imediatamente o emissor de seu cartão no caso de qualquer erro ou fraude. Se perder o cartão ou for roubado, avise imediatamente o banco emissor.
  • Não informe o número de seu cartão, a senha, nem a data de vencimento a nenhuma pessoa por telefone, a não ser que a chamada tenha sido feita por você.
  • Nunca perca de vista seu cartão na hora que o vendedor for creditar ou debitar uma compra.

 

 

Na hora de pagar a fatura, vale o câmbio da data de fechamento. Caso a moeda oscile para cima ou para baixo, você pagará ou receberá a diferença na fatura seguinte. Por isto é importante não gastar demais, pois se o real se desvalorizar frente ao dólar, você corre o risco de ter que pagar bem mais pelas suas compras.

Lembre-se que, como o US dólar não é a moeda oficial canadense, a conversão acontece duas vezes: primeiro para dólar e depois para Real. Nisto, você será tributado duas vezes em Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), uma sobre o valor da compra e outra sobre as conversões cambiais.

 

 

 

>>>>Se vc achou esse post útil, clique em curtir e compartilhe com seus amigos>>>>

 

Tópicos Relacionados a esse tema:


A influência dos so

Está pesquisando destinos para seu intercâmbio e se preocupa com ...

Tabela de Tarifas DH

Mais uma vez o blog 100% Canadá larga na frente ...

Solicitação de ret

Vc está pensando em ir para o Canadá e pretende ...

Vale a pena investir

Esta pensando em fazer intercâmbio mas não sabe se vale ...

Transporte público

Transporte público em Vancouver O transporte público em Vancouver é extremamente ...